COMO ELE FUNCIONA?

“Eu vejo uma urgência tremenda e um consenso crescente entre nossos pastores para o avanço do evangelho através de Missões e Ministérios da Convenção abastecido pelo Plano Cooperativo como já tem acontecido em nossa própria história e além dela!”

“Eu não conheço um plano melhor para qualquer igreja – pequena, grande, nova, crescente, “envelhescente” ou étnica – para cumprir com a estratégia de Atos 1:8 como o Plano Cooperativo!”

“Através do Plano Cooperativo uma igreja pode alcançar sua comunidade, seu estado, o país, o continente e as nações com o evangelho … CONSISTENTEMENTE, SIMULTANEAMENTE E COMPLETAMENTE”.

Dr. Frank Page

O QUE É O PLANO COOPERATIVO?

O Plano Cooperativo é um plano unificado de contribuição dos batistas que cooperam com a Convenção que dá uma percentagem das contribuições que recebem dos membros e frequentadores para sustentar a convenção estadual e as missões e ministérios da convenção nacional.

É Amor em ação!

A iniciativa missionária em todo o mundo é em grande parte sustentada pelo peculiar, eficiente e equitativo Plano Cooperativo.

COMO FUNCIONA O PLANO COOPERATIVO?

Começa com você! Você se entrega primeiramente a Deus (2 Coríntios 8:5). Depois, em obediência e gratidão a Deus pelo que ele tem feito por você, você se compromete a entregar-lhe de volta através de sua igreja uma porção do que Ele lhe provê. Isto é comumente chamado de dízimo e representa 10% da sua renda (Lv 27:30, Ml 3:10).

Continua com sua Igreja! Sua igreja decide o próximo passo. Cada ano sua igreja decide em oração quanto de suas ofertas não designadas será comprometida com o alcance de pessoas em seu Estado e ao redor do mundo através do Plano Cooperativo. Normalmente este valor é 10% do valor arrecadado com dízimos. Esta quantia é então enviada para a convenção estadual.

Participação nas assembleias anuais da Convenção! Mensageiros enviados pelas igrejas vindos de todo o pais decidem como estas ofertas recebidas dos Estados serão distribuídas entre as entidades da convenção nacional. Estas ofertas são usadas para enviar e sustentar missionários, treinar pastores e outros líderes de ministérios; e para apoiar questões sociais, morais e éticas relacionadas com nossa fé e famílias.

Resumindo: pessoas ao redor do mundo ouvirão o evangelho e receberão a Cristo!

É por isso que os batistas adotam o Programa Cooperativo.

  • Ele apresenta um orçamento unificado e completo, estabelecendo uma fundação para missões e ministérios em nível estadual, nacional e internacional.
  • Ele provê o sustento a longo prazo de nossas entidades. Quando uma igreja faz sua oferta missionária dando uma percentagem do orçamento de suas igrejas, provê consistência e estabilidade.
  • Ele se adere ao princípio batista em longo prazo que diz “podemos fazer muito mais juntos do que separadamente”.
  • O Plano Cooperativo atenua a competição entre as entidades permitindo assim uma estratégia balanceada de Atos 1:8.
  • Ele nivela o campo e faz lugar para as igrejas pequenas e étnicas. Cada igreja pode ficar de mãos dadas em campo nivelado, como companheiras no evangelho (igrejas grandes, pequenas, novas, crescentes, “envelhescentes” e étnicas).

 

História do Plano Cooperativo

Desde a sua criação em 1845, a Convenção Batista teve sempre uma missão – A Grande Comissão (Mt 28:19-20). Para cumprir sua parte no mandato divino, cada entidade da convenção fez um apelo especial às igrejas. Este método foi referido como uma abordagem “societal” para missões e resultou num déficit financeiro severo, competição entre as entidades, e a sobreposição de campanhas e frequente apelos de emergência que atrapalharam a expansão de oportunidades de ministérios que Deus estava dando aos batistas. Algumas entidades emprestaram dinheiro para cobrir os custos de operação até de ofertas especiais. Em 1919, os líderes da convenção nacional propuseram uma campanha de 75 milhões, uma campanha com comprometimento de 5 anos, que, pela primeira vez incluiu tudo – missões e ministérios de todas as convenções estaduais como as da convenção nacional. Embora ficando longe das metas, uma parceria dada por Deus para sustentar missões foi concebida – O Programa Cooperativo. Desde de seu lançamento em 1925, a eficiência do Programa Cooperativo tem sido dependente de indivíduos, igrejas, convenções estaduais e das entidades da convenção nacional que trabalham com um objetivo comum de compartilhar o evangelho com cada pessoa do planeta.

 

Entre em contato com  a Convenção Batista do seu estado.