Por Pr. Renato Mendonça

Quando olho para a Palavra de Deus, vejo de forma clara um desejo intenso do Senhor para com Seus filhos amados. Um plano de que todos, sem exceção, sejam capazes de experimentar unidade e cumplicidade nos relacionamentos.
“Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude” (Filipenses 2.1-2).
Quando o assunto é relacionamento conjugal, somos desafiados a experimentar de forma plena a vontade de Deus, ao ponto de influenciarmos a vida de pessoas que nos cercam; tornando-nos luz em meio às trevas e espalhando o bom perfume de Cristo através de nossa vida e testemunho.
Investir na vida de pessoas, torna-se uma oportunidade única, capaz de transformar vidas, ensinando-as a obedecer todas as coisas que Cristo nos tem ensinado. Isso faz de nós, de forma intencional, instrumentos de Deus.
Quando temos a oportunidade de experimentar isso como casal, podemos escolher dedicar nossas vidas, atitudes e escolhas para que o nosso viver reflita a vontade de Deus. Fazendo com que foquemos no que realmente vale a pena. Isso nos desafia a deixar de lado atitudes mesquinhas e egoístas, para nos tornarmos discípulos multiplicadores do Senhor Jesus em um mundo que necessita de amor.
“Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles, para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um: eu neles e tu em mim. Que eles sejam levados à plena unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste como igualmente me amaste” (João 17.20-23).
Juntos em unidade, intencionalmente amando pessoas e investindo em vidas.