Por Pr. Edemilson Vieira

Desde a queda e expulsão do homem do jardim do Éden, as enfermidades fazem parte das nossas vidas enquanto vivemos na dimensão do mundo físico. Precisamos enxergar além da realidade física deste mundo e estar sensíveis à realidade espiritual, especialmente diante da verdade que “Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam”. (Rom. 8.28).

Diante desta promessa, as escrituras nos encorajam a confiar no poder de Deus em curar os enfermos de acordo com Sua vontade.

O Pr. Manoel Xavier dos Santos Filho foi pastor da IBB na década de 80 e enfrentou uma luta contra uma enfermidade grave. Em  uma de suas últimas mensagens poucos dias antes do seu falecimento, ele destacou uma realidade exposta originalmente pelo Pr. Mauro Israel: “Se Deus me curar, vocês verão a glória de Deus, mas se Ele não o fizer, eu verei a glória de Deus.

Quando caminhamos firmados na nossa condição em Cristo, entendendo a dimensão da eternidade, fica mais fácil enfrentar a enfermidade crendo no Poder de Deus em curar para honra a glória Dele.

Embora a cura física seja uma realidade para muitas pessoas, inexiste uma promessa para que todos sejam curados antes da cura definitiva que ocorrerá quando estivermos com o Senhor na região celestial.

Mateus 20.29-34 relata a história de dois cegos que, mesmo diante de vários desafios, buscaram e encontraram a cura física – em Cristo. Naquela sociedade, a cegueira representava um sofrimento além das consequências de sua deficiência. O cego era abandonado pela família, o que o levava a viver nas ruas pedindo esmolas, completamente alienado da sociedade.

Quando ocorre a cura dos cegos por Jesus, não ocorreu somente a restauração física, mas igualmente uma cura social e moral junto a família e sociedade, ou seja, a cura trouxe uma oportunidade de recomeço.

Deus tem poder para curar as enfermidades. No entanto, mais do que o milagre, o desejo do coração do Senhor é a experiência de intimidade com o Deus do milagre no processo de cura.

A cura física é uma grande oportunidade de recomeço. Não desperdice sua enfermidade, use-a para se aproximar de Deus e viver intensamente na dependência dEle.