Por L. Roberto Silvado

 

A vida é feita de escolhas. Durante toda a vida fazemos escolhas que afetam positiva ou negativamente o nosso presente e futuro. Existem pelo menos cinco grandes motivações erradas para agir como agimos.

1. Muitos são dirigidos pela culpa.
Estas pessoas passam a vida inteira fugindo do remorso e ocultando sua vergonha. Pessoas dirigidas pela culpa são manipuladas por suas lembranças. Elas permitem que seu passado controle seu futuro. A boa nova do Evangelho é que o propósito de Deus não é restringido por seu passado. Deus é especialista em dar às pessoas um novo começo. A Bíblia diz: “Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados” (Salmo 32.1). Você foi liberto do seu passado?

2. Muitos são dirigidos pelo rancor e pela raiva.
Algumas pessoas dirigidas pelo rancor “se fecham” e interiorizam a raiva, enquanto outras “explodem”, despejando-a nos outros. Ambas as reações são perniciosas e não trazem benefício algum. Nada mudará o passado. Para seu próprio bem, aprenda com o passado e, em seguida, se afaste dele. A Bíblia diz: “Ficar desgostoso e amargurado é loucura, é falta de juízo, que leva à morte” (Jó 5.2) (NTLH). Você precisa perdoar alguém?

3. Muitos são dirigidos pelo medo.
Pessoas dirigidas pelo medo com frequência perdem grandes oportunidades por terem medo de correr riscos. O medo é a autoimposição de um cárcere que o impedirá de se tornar o que Deus pretende que você seja. Você tem de reagir a isso com as armas da fé e do amor. A Bíblia diz: “No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor” (1 João 4.18). Você está disposto a aproveitar as oportunidades dadas por Deus?

4. Muitos são dirigidos pelo materialismo.
O impulso de sempre querer mais se baseia no conceito errôneo de que ter mais me tornará mais feliz, mais importante e mais protegido. A verdadeira proteção só pode ser achada naquilo que nunca poderão tomar de você, seu relacionamento com Deus. A Bíblia diz: “Então lhes disse: “Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens” (Lucas 12.15). Você valoriza o SER ou o TER?

5. Muitos são dirigidos pela necessidade de aprovação.
Permitem que as expectativas dos pais, dos cônjuges, dos filhos, de professores ou de amigos controlem sua vida. Ser controlado pelas opiniões dos outros é uma forma segura de deixar de lado os propósitos de Deus para sua vida.

Nada é mais importante do que conhecer os propósitos de Deus para sua vida, e nada pode compensar o prejuízo de não conhece-los: nem o sucesso, nem as riquezas, nem a fama, nem os prazeres. Sem um propósito, a vida é um movimento sem sentido, uma atividade sem direção e acontecimentos sem motivo. Sem um propósito, a vida é trivial, mesquinha e inútil.

Você está disposto a deixar o Espírito de Deus dirigir sua vida, seus planos e seus relacionamentos?