Por Pr. Wellington Martins

Ao longo da história da humanidade podemos reconhecer muitas pessoas que se sacrificaram por uma causa, e com certeza fizeram grande diferença na sociedade em que viveram e para algumas gerações futuras também.

Pessoas que estabeleceram uma missão e dedicaram suas vidas para cumpri-la. Mas, a pergunta é, valeu mesmo a pena todo o sacrifício que fizeram? Qual a extensão do impacto que o sacrifício dessas pessoas alcançou?

Quando refletimos no sacrifício de Jesus por nós, fazemos essa mesma pergunta: Valeu a pena? Você realmente já se deu conta da extensão do impacto do sacrifício de Jesus? Jesus não foi apenas alguém que mudou o rumo da história da humanidade inteira, ele mudou o nosso destino eterno.

Todos nós somos pecadores, e o nosso destino era a morte eterna, longe de Deus (Romanos 3.23), mas o sacrifício de Cristo nos proporcionou a vida eterna (Romanos 6.23) e nos deu livre acesso ao Pai.

Mas ainda assim, quero refazer a pergunta, valeu a pena o sacrifício de Jesus? Você tem vivido de forma a fazer valer a pena o que Cristo fez por você? Todo sofrimento e dor que ele suportou, toda angústia de pagar por uma dívida que não era dele, mas sim minha e sua, têm feito sentido na sua vida?

Responder a essas perguntas de forma positiva precisa ser uma realidade na vida dos chamados discípulos de Cristo. Não podemos dizer que somos de Cristo e mantermos uma conduta de vida que não reflete a presença Dele em nós.

Cristo está vivo, aleluia! Seu sacrifício valeu a pena, pois a morte não foi o fim, mas sim, foi vencida por Ele e por meio de sua morte temos a oportunidade de alcançar a vida eterna. Não precisamos mais temer o desconhecido, não precisamos mais viver com a incerteza do que nos espera na eternidade.

Se você já teve uma experiência com Cristo, viva de forma a fazer valer a pena o seu sacrifício. Se você ainda não teve uma experiência com Cristo, não deixe para depois, pois só por meio de Cristo é que a vida vale a pena!