Por Dayse Fontoura

Há pouco tempo ouvi uma mensagem do pastor Mark Driscoll que me ajudou a ver as preocupações de uma forma diferente: se elas ocupam mais a minha mente do que Deus, elas são o meu deus.

Na verdade qualquer coisa, por mais legítima que seja (plano de carreira, medo do fracasso, família, melhoria na qualidade de vida, etc…), se ocupar o ponto central do meu viver terá se tornado meu deus.

Jesus já havia dito que essas coisas sufocam a semente da Palavra de Deus: “as que caíram entre os espinhos são os que ouvem, mas, ao seguirem seu caminho, são sufocados pelas preocupações, pelas riquezas e pelos prazeres desta vida e não amadurecem.” (Lucas 8.14).

Isso não quer dizer que devemos por os pés para cima e esperar que tudo caia do céu? De forma alguma! Deus criou o trabalho já no jardim do Éden como mais uma maneira de compartilharmos a natureza divina. As dificuldades é que são consequência do pecado. Mas elas podem nos aproximar de Deus, também.

Há coisas que podemos resolver facilmente, outras, porém, estão muito além do nosso alcance. Em ambas devemos pedir a intervenção divina. E descansar na fé de que tudo o que está nas mãos de Deus será bem resolvido.

Mais tarde no mesmo evangelho o Senhor ensina: “Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer; nem com seu corpo, quanto ao que vestir. A vida é mais importante do que a comida, e o corpo, mais do que as roupas… Não busquem ansiosamente o que comer ou beber; não se preocupem com isso… O Pai de vocês sabe que precisam delas… Busquem, pois, o Reino de Deus, e essas coisas lhes serão acrescentadas.” (Lucas 12.22-23, 29-30b, 31).

Que tal fazer o propósito de aprender mais com Deus sobre descansar nEle? Que tal deixar que o Espírito Santo remova os espinhos do seu coração para que a Palavra do Senhor encontre em você uma boa terra? Que tal dar mais espaço à leitura bíblica que renova nossa fé e esperança no Senhor?

Tenha certeza: agindo assim sua qualidade de vida e produtividade aumentarão significativamente, pois terá as coisas sob a perspectiva correta, e com Deus no controle. Não renove a preocupação, renove a fé!