Conheça também a história transformadora da Neuza
Conheça também a história transformadora do Jorge

 

Eu sempre fui um homem amargurado, agressivo, vingativo, mentiroso, com dependência no uso de anabolizantes e pornografia. Não acreditava na possibilidade de perdoar, tinha aversão a evangélicos e não gostava quando minha esposa ouvia louvores. Possuía meu “kit de valores” baseados no meu eu e conduzia minha vida como achava que era melhor para mim. Em maio de 2012 fomos convidados por um colega de trabalho aqui da igreja, Walter Júnior, para assistir a Casa do Julgamento, uma apresentação da IBB que mexeu muito conosco. Ainda assim, continuamos a levar a vida do nosso jeito. Foi o ano mais difícil da nossa vida juntos, pois estávamos em crise no casamento e também eu estava respondendo a um procedimento em meu trabalho, que poderia me fazer ser exonerado do meu cargo. Após muitas brigas e desentendimentos, em novembro do mesmo ano estávamos quase nos separando, convivendo de uma forma muito distante da vontade do Senhor.

Chegamos ao ponto de nos agredirmos e minha esposa ficou muito triste e queria acabar com o nosso relacionamento e que eu saísse de casa. Eu me senti tão abandonado e sabia que naquele momento eu só teria a chance de sair dessa situação: buscando a Deus. Comecei a ouvir louvores e clamar ao Senhor, mesmo sem saber orar e nunca ter lido nada da Bíblia. Convidei minha esposa para voltarmos à IBB no domingo seguinte, ela relutou bastante mas acabou aceitando.

Ao chegarmos lá, enquanto ela levava nosso filho ao ministério infantil, eu estava tão desesperado que me dirigi ao pastor Marcos, mesmo sem conhecê-lo e durante o culto. Disse a ele que precisava de ajuda, pois meu relacionamento conjugal estava acabando, e ele me disse para o procurá-lo após o culto. O pastor André pregou abençoadamente sobre família e parecia que tudo que ele dizia era só para nós. Minha esposa foi se quebrantando e durante o apelo, fomos à frente e sentimos o amor sobrenatural de Deus. Fomos recebidos pelo pastor Marcos, que nos visitou dias depois juntamente com o irmão Gabriel Kalil. Fomos acolhidos e direcionados para um Pequeno Grupo, onde nos integramos no início de 2013.

Ali conhecemos os líderes Gabriel e Rafa e o casal Neander e Andreia, que iniciaram a vida discipular conosco. Uma situação que nos deixou impressionados e impactados foi quando fomos jantar na casa de nossos discipuladores e, antes de comermos, seus filhos fizeram uma oração de agradecimento pelo alimento que estava sobre a mesa e por nós estarmos juntos com eles naquele momento. Neste mesmo ano fizemos o estudo do livro Raízes com nossos discipuladores Neander e Andreia, o que nos deu um ensinamento muito claro da vida com Deus. Nosso relacionamento foi sendo transformado pelo Senhor e engravidamos da nossa filha.

Logo depois do estudo do livro Raízes fomos batizados, nos casamos em janeiro de 2014, e em abril do mesmo ano fomos convidados para servir como líderes de célula. Neste mesmo ano o processo que estava sendo analisado no meu trabalho foi favorável a mim e, graças a Deus, continuei na minha profissão. Fazem quase cinco anos que estamos convertidos ao Senhor Jesus e até hoje somos abençoados por nossos discipuladores, que são exemplos de servos de Deus. Andar com eles fez toda a diferença em nossa caminhada, criamos confiança e intimidade para abrir todas as áreas de nossas vidas e juntos vencemos muitas fortalezas.

A vida discipular é importantíssima para o crescimento espiritual, pois sozinhos não conseguimos renunciar a algumas áreas da nossa vida e somente com aconselhamento, ensinamento e até mesmo correção, conseguimos dar passos de fé para abandonar coisas que desagradam a Deus. Entendo que vida na vida é o relacionamento de pessoas com maturidade cristã e alunos dispostos a aprender, baseado no modelo de Cristo e seus discípulos, em que os discipuladores dão evidências e exemplos tão claros de uma verdadeira vida com Jesus que impactam, motivam e nos encorajam a investirmos tempo ensinando outras pessoas.

Ser discípulo de Jesus é ser verdadeiro e transparente, ter humildemente um coração ensinável. Somos muito agradecidos a Deus por nos presentear com pessoas tão amorosas, com uma igreja que nos ensina a ser verdadeiros discípulos e por nosso querido pastor Marcos, que cuida tão bem de nós. Foi uma grande demonstração do amor de Deus termos encontrado esses irmãos. Hoje somos novas criaturas e entendemos quais são nossas prioridades e nossa missão.

Depois que decidi entregar minha vida a Jesus e viver de acordo com sua palavra, abandonei os vícios de pornografia e anabolizantes. Sou um profissional melhor, meu casamento foi restaurado e trocamos as desconfianças e intrigas por respeito e amor, procurando sempre viver como Deus ensina na Bíblia. Também me tornei um apaixonado pelas escrituras sagradas, procuro sempre aprender mais de Jesus para ser mais parecido com ele. Aprendi a olhar as pessoas a minha volta com menos julgamentos e mais amor e desenvolvemos o desejo de cuidar das pessoas como um dia cuidaram de nós.

 

Por José Marcio Roko