Por Dayse Fontoura

Às vezes, Deus nos leva a lugares desafiantes em nossas vidas. São encruzilhadas de decisões importantes, uma nova possibilidade de ascensão, um obstáculo a ser superado, uma luta contra um gigante… E quando paramos para olharmos para nós mesmos e nossas limitações, ficamos confusos ou até intimidados.

Sabemos que por trás desse desafio que o Senhor nos propôs está uma batalha que precisa ser vencida. E a primeira será a batalha de fé: quanto cremos que o Deus que nos chamou para a luta quer que vençamos? E isso não importando a potência das armas do inimigo contra o qual lutamos.

A Bíblia é cheia de exemplos de pessoas que tiveram que superar muitas dificuldades para que o plano divino se cumprisse em suas vidas: Moisés, liderando o povo na marcha rumo à Terra Prometida; Josué, seu sucessor; Gideão, com um exército mínimo diante de um inimigo temido; Davi, diante de Golias e depois como rei; os apóstolos e a persegui­ção à igreja primitiva.

Falta de capacitação natural, dinheiro, força nunca foi pretexto para aqueles que quiseram obedecer ao Senhor. O foco não estava em si próprios, por isso su­peraram o medo. Confiaram em Deus de todo o coração e assim venceram.

Pode ser que hoje Deus não abra mais o Mar Vermelho, nem mande maná do céu, que não apareça como um fogo em cima de uma montanha e nem como um vento que traz confusão sobre o inimigo, mas Ele ainda tem em Sua mão a chave que abre todas as portas pelas quais deseja que passemos e que tranca aquelas que não fazem parte de Sua vonta­de para nós.

Milagres continuam acontecendo em todas as áreas, todos os dias. Mas nós só os veremos se mantivermos os olhos abertos para o Senhor, se olharmos para Ele com a confiança de que não importa quão limitado eu seja, Ele pode infinitamente mais.

Parece impossível para você? Para o Senhor não é! (Gênesis 18.14).

Para vencer os desafios que Deus nos propõe, precisamos de pouco, muito pouco: a fé do tamanho de um grão de mostarda. E essa fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Rm 10.17).

Com o que tem enchido sua mente: com o medo, ou com a Palavra viva? Se quiser ser como os admiráveis personagens bíblicos faça como eles: ande perto de Deus!